Com que boca eu vou?

O dilema costuma ser a roupa, não é? “Com que roupa eu vou?” É até uma musiquinha famosa da época dos nossos pais. Mas agora mudou – é a boca. Com que boca eu vou? Mas também não é a boca a ser beijada no encontro romântico do fim de semana, meu caro leitor, muito embora isso seja motivo de dúvida, ansiedade e calafrios para alguns.

Segundo a FAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – a boca é outra. Cerca de 1/3, é isso mesmo, 1/3 de todos os alimentos produzidos no mundo em 1 ano são desperdiçados. É chocante e alarmante. Mas o problema é maior do que temos dimensão. O mundo tem 1 bilhão de pessoas que sofrem de fome crônica – 1 BILHÃO em 7 BILHÕES, ou 14,28% – e desperdiçamos 33,33% do que produzimos. Podemos não nos dar conta disso na prática, mas pensemos que 1 em cada sete habitantes do planeta estão em fome crônica.

Para tornar a situação só um pouquinho mais periclitante, e que talvez não estejamos nos dando conta também, é o aumento da exploração de recursos naturais para a fabricação de biocombustíveis extraídos de cereais, oleaginosas, açúcar e azeites, já que os combustíveis fósseis, além de muito poluentes, têm suas reservas limitadas, de acordo com estudos já divulgados para a sociedade. Se levarmos em conta a sempre crescente demanda gerada pelo aumento da população mundial, é normal e até óbvio a busca por fontes alternativas de energia. Penso que tudo aquilo que o homem descobre com fins de desenvolvimento é positivo. Até aí, tudo bem, é a tecnologia a serviço da humanidade. No entanto, o que surge como consequência dessa exploração é o uso do solo e suas benécies para alimentar tanques de veículos, não bocas humanas – aquele 1 bilhão. Precisamos pensar isso melhor.

E você pode ainda se perguntar: “Mas o que eu posso fazer? Eu sou só eu!” Bem, comigo já são dois. Também estou limitado, não sou cientista, não sou político e dono de fábrica de automóveis, mas pelo menos refletir, movimentar o assunto usando esta ferramenta digital com um bom fim e por a boca no mundo, exigindo de nossos governantes atitude, isso a gente ainda pode. Comecei por aqui. http://www.1billionhungry.org/joaoviegasnetto/ Basta clicar. É muito fácil e rápido, e depois você ainda pode chamar seus amigos a fazerem o mesmo através de um link que eles vão fornecer. Se quiser vir, será muito bem-vindo! Não precisamos ficar loucos de raiva e sim colaborar. Compartilhe esta idéia.

Campanha mundial promovida pela ator Jeremy Irons (Perdas e Danos, Duro de Matar, O Rei Leão, O Homem da Máscara de Ferro, Eragon, etc.)

EU ASSINEI.

Siga no Twitter!

Sobre João Viégas

Consultor e professor de Pós-graduação e MBA em Marketing e Comunicação, autor e editor do livro 'tempo.com - A comunicação esquecida em tempos de Internet', articulista da revista Moda Brasil Magazine, palestrante em comunicação e professor de Língua Inglesa.
Esse post foi publicado em Fique de olho!, Mercado, Sociedade e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s